Menu


FEMINICÍDIOGrávida de gêmeos morta queimada em MT deixa 5 filhos

28 ABR 2018
28 de Abril de 2018
 

G1


A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) identificou como Franciele dos Santos Pereira de Brito, de 27 anos, a jovem grávida de gêmeos cujo corpo foi encontrado carbonizado em um "Eco Ponto" em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, no sábado (21). De acordo com a Politec, o corpo estava parcialmente despido.

Segundo os peritos, a mulher estava no primeiro trimestre de gestação e foi assassinada por asfixia, antes de ter o corpo queimado. O corpo foi encontrado por um catador de lixo sobre um tablado de madeira, quando ainda estava em chamas. A jovem deixou cinco filhos.

De acordo com o delegado Nelder Martins, da Polícia Civil de Tangará da Serra, duas linhas de investigação estão sendo seguidas para tentar desvendar o crime: feminicídio ou homicídio ligado a drogas - no caso do segundo, porque a vítima já havia sido presa, no dia 28 de março, por tráfico. "Trabalhamos com essas duas hipóteses principais. No caso da droga, é porque a vítima já tinha um envolvimento com entorpecentes. Agora, vamos investigar a vida pessoal e social da vítima para traçar melhor as linhas investigativas", disse.

A família da vítima, segundo a Politec, já havia comunicado o desaparecimento dela. Os parentes já compareceram ao Instituto Médico Legal (IML) para providenciar a liberação do corpo e devem ser ouvidos pela polícia a partir de hoje.

A identificação do corpo foi possível por meio da papiloscopia, pois as polpas dos dedos estavam íntegras, preservando as impressões digitais. Segundo a Politec, as impressões digitais da vítima foram enviadas para pesquisa no Banco de Dados de Cuiabá e comparado com o prontuário civil e o RG da vítima fornecido pela família, que já havia comunicado o seu desaparecimento.

Também foi coletado material genético da vítima e dos fetos para eventual exame de paternidade (DNA).

Voltar
Tenha você também a sua rádio